terça-feira, 21 de maio de 2013

Soraia ganha um cachorrinho

Naquele sábado, enquanto o papai viajava, Soraia foi com a mamãe ao centro da cidade e lá conheceram uma loja chamada Pet Shop.

A Pet Shop era um loja onde vendia-se filhotes de animais de estimação e todo tipo de produtos para gatos, cachorros, aves canoras e peixes ornamentais.

Soraia logo correu para um cercadinho onde havia apenas um cachorrinho filhote, e o bichinho era a coisa mais linda: tinha os olhos castanhos, pelos caramelados, longos e macios. Suas patinhas eram fofas e ele abanava o rabinho curto sem parar, demonstrando amizade e carinho pela Soraia.

Soraia sempre teve um pouco de medo de animais, e por isso pediu que a mamãe o pegasse para que ela pudesse acariciá-lo.

Aos poucos Soraia foi se acostumando com o filhotinho, que parecia ser mansinho, e carregou-o no colo. Ele era tão levinho e fofinho que Soraia não queria mais soltá-lo, pedindo que mamãe o comprasse para levar para casa.

Assim a mamãe concordou e acabou comprando o pequeno filhote de poodle. Agora faltava dar um nome ao bebê, e Soraia foi quem escolheu: o cachorrinho iria chamar-se Dudu.

Chegando em casa, mamãe combinou com Soraia como seriam as regras para criar o animal de estimação: todos deveriam ajudar na alimentação e limpeza das sujeiras que Dudu fizesse pela casa.

Decidiram o lugar onde ficaria o tapetinho higiênico (para o Dudu aprender a fazer xixi e cocô), e também o lugar para ficar os pratos de ração e água.

Soraia foi uma menina tão dedicada que, sempre que o Dudu fazia cocô no seu tapetinho, ela mesma retirava a sujeira com a pazinha e a jogava no vaso sanitário, a fim de não deixar mau cheiro na casa. Soraia também colocava a ração no pratinho duas vezes por dia, e nas outras vezes a mamãe a ajudava.

Dudu era uma cãozinho muito brincalhão, e o medo de cachorro que Soraia sentia antigamente logo transformou-se em amizade. Ele lambia, pedia carinho e pulava muito de alegria sempre que Soraia acordava ou chegava da escola.

Criar um cãozinho de estimação em casa era muito gostoso e divertido, além de ser uma tarefa de muitas responsabilidades. E Soraia estava se saindo muito bem!

Como é bom criar um bichinho em casa, brincando e cuidando dele como um verdadeiro companheirinho! Soraia estava muito feliz com o Dudu, e todos na casa se alegravam com as peripécias desse novo amiguinho!


Fim

Após a leitura dessa história converse com seu filho sobre:

1 - Todos na casa devemos a ajudar na limpeza e higiene de um bichinho de estimação?
2 - Nós podemos bater nos animais para ensiná-los?
3 - Por que devemos vacinar nossos animais de estimação?
4 - Os animais também sentem dor e medo? Por que eles gostam tanto de receber carinho?

Um comentário:

  1. Legal a historia vou falar sobre ela na prova da manchete na minha escola :D

    ResponderExcluir

Se você se identificou com essa história, pode nos contar sua experiência pessoal